Cirurgia dos Cornetos Nasais

Os cornetos são estruturas tubulares presentes na cavidade nasal, dispostos ântero-posteriormente, e servem para aquecer, filtrar e humidificar o ar para que chegue aos pulmões em condições ideais. São compostos de uma porção óstea (no centro) e outra mucosa (mais na periferia.
 Várias afecções podem acometer e os cornetos, tornando-os hipertróficos e gerando obstrução nasal. A rinopatia alérgica é uma das principais causas de hipertrofia dos cornetos, causando um aumento principalmente de sua porção mucosa. 

 A cirurgia dos cornetos é denominada turbinoplastia (originada do nome turbinates, em inglês) e consiste em uma incisão por dentro da narina na mucosa do corneto,  descolando-a da porção óssea, resseca-se então o excesso de suas porções óssea e cartilaginosa e retorna a mucosa remanescente para sua localização original, recobrindo assim a áreas cruentas (que foram manipuladas).

 Geralmente é realizada no mesmo tempo cirúrgico da septoplastia e outras cirurgias nasais.